Quem sou eu

Belém/Ribeirão Preto, Brazil
Amazônida jornalista, belemense papa-xibé. Mãe, filha, amiga... Que escreve sobre tudo e todos há décadas. Com lid ou sem lid e que insiste em aprender mais e mais... infinitamente... Até a morte

Aos que me visitam

Sintam-se em casa. Sentem no sofá, no chão ou nessa cadeira aí. Ouçam a música que quiser, comam o que tiver e bebam o que puderem.
Entrem...
Isso aqui está se transformando em um pedaço de mim que divido com cada um de vocês.
Antes de sair me dê um abraço, um afago e me permita um beijo.

Arquivo do blog

terça-feira, 13 de novembro de 2007

A boa nova

Cada dia é uma superação, um novo passo, agora mais lento, mais preciso, mais oscilante, mais seguro, mais mensurado, avaliado. Cada dia um novo medo, uma nova alegria e uma vida (re)descoberta a partir de detalhes.
Hoje foi assim. Um dia mesclado. Pela manhã a ultrassom do fígado. Ansiedade e algumas palavras ditas pelo médico e de novo o pânico se instala. "Talvez uma biópsia dê mais detalhes". Não quis acreditar. Sabia que o TGO, TGP, Gama GT e a própria glicose eram apenas sinas do meu corpo dizendo que estava na fora de frear. As cervejas freqüentes demais (pequena quantidade, mas sistemática), os churrasquinhos (picanha, porco, coração de boi e raramente um frango) mais freqüentes ainda. Aliam-se os medicamentos da primeira cirurgia.
Sabia que a dieta já fizera efeito. As limitações já poderiam ser avaliadas. Não pensei duas vezes : vou repetir, por minha conta, os exames que só deveriam ser feitos no final do mês. Não suportaria esperar mais 13 dias. Fui sem requisição médica e particular. Algumas horas depois a constatação : todos os índices estavam a metade do que fora feito em setembro. Eu sabia !! Eu sabia!!
O leite de cabra, o iogurte natural, os legumes e verduras, o peixe e proibição aos pães carecas quentinhos com manteiga ou a farinha d'água torradinha com pratiqueira frita estava sendo compensada.
Mais uma vitória !!
Avante !!