Quem sou eu

Belém/Ribeirão Preto, Brazil
Amazônida jornalista, belemense papa-xibé. Mãe, filha, amiga... Que escreve sobre tudo e todos há décadas. Com lid ou sem lid e que insiste em aprender mais e mais... infinitamente... Até a morte

Aos que me visitam

Sintam-se em casa. Sentem no sofá, no chão ou nessa cadeira aí. Ouçam a música que quiser, comam o que tiver e bebam o que puderem.
Entrem...
Isso aqui está se transformando em um pedaço de mim que divido com cada um de vocês.
Antes de sair me dê um abraço, um afago e me permita um beijo.

Arquivo do blog

domingo, 7 de dezembro de 2008

Obrigada Edgar !!!

O colega Edgar Macêdo é único. Todos os que têm o privilégio de conhecê-lo sabem de seu talento, de sua maestria em dominar as palavras e arrumá-las de uma forma que consiga traduzir tudo o que sentimos, mas nem sempre conseguimos verbalizar.
Já homenageou muita gente, muitos lugares, já nos fez chorar várias vezes.
O Manoel foi também homenageado pelo Edgar. Ele nos deu um dos mais belos presentes: o reconhecimento em verso por tudo o que ele fez em prosa, em vida.
Foi mais uma forte emoção. Durante a Missa na Capelinha do Ariramba o próprio Edgar declamou o que batizou de “A VOZ DE UM SER FELIZ – in memoriam Manoel Dantas simplesmente Mano.
Foi demais ...
Ei-la :

“Essa é a Vila que eu quis
Aqui fui muito feliz
Chapéu Virado, Prainha, Farol ...
Porto Arthur, Marahu, Baía do Sol ...

Mas caramba ! O Ariramba
Sempre foi meu Paraíso
Não preciso nem falar
E pedi para que um dia
Sobre as águas dessa baía
Eu pudesse repousar

Entre pétalas e marés
Pescadores e banhistas
Barcos ao sabor do vento
Sem ter pressa de chegar
Já que o tempo é uma aquarela
Cada instante nova tela
Nós iremos contemplar

Meu legado é a alegria
Música ... festas ... poesias ...
Minha inabalável fé
Em Deus e Nossa Senhora
Virgem Mãe de Nazaré

Ruth, quero ver no seu semblante
O sorriso radiante
Que sempre me iluminou
Do Raul e da Anaterra
quero ouvir o grito de guera
Mamãe o papi chegou !

Aos parentes e ao amigos
Peço o abrigo da oração
E por favor, não chorem mais
Saibam que estou em paz
Já cumpri minha missão